Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Saúde
Prevenção à covid: 40 crianças receberam a primeira dose nesta quarta-feira em Erebango
Ao todo, 40 crianças - 31 indígenas das reservas indígenas Kaingang e Guarani e nove com comorbidades – passaram pela Sala de Vacinas do município
Izabel Seehaber/Ascom Prefeitura de Erebango
por  Izabel Seehaber/Ascom Prefeitura de Erebango
27/01/2022 08:19 – atualizado há 37 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A equipe de profissionais da Unidade Básica de Saúde de Erebango recebeu nesta quarta-feira, 26, mais um grupo de crianças de cinco a 11 anos de idade para prosseguir a aplicação da primeira dose do imunizante da Pfizer contra a covid-19.

Ao todo, 40 crianças - 31 indígenas das reservas indígenas Kaingang e Guarani e nove com comorbidades – passaram pela Sala de Vacinas junto aos pais e responsáveis, para esse momento especial de prevenção às complicações da doença causada pelo Coronavírus.

Divulgação

Nesse segundo dia de vacinação infantil, a técnica em Enfermagem e responsável pelo setor de Imunização no município, Cristiane Dallanora de Vargas, ressalta que a campanha acontece de forma tranquila e a equipe está empenhada em vacinar o maior número possível de crianças, mesmo que o quantitativo de doses recebidas até o momento seja pequeno. “Realizamos busca ativa para contatar com as crianças com comorbidades, por meio do cadastro realizado pelas agentes comunitárias de saúde e dados do e-SUS - sistema do Ministério da Saúde utilizado na UBS”, explica.

Do mesmo modo, Cris assinala que ainda há um certo receio de muitos pais em relação a essa etapa da vacinação pediátrica, porém, vale destacar que a equipe técnica está preparada para esclarecer todas as dúvidas e capacitada para realizar da melhor maneira o processo de imunização. “Prosseguiremos na sexta-feira com os pequenos, no grupo das comorbidades e abriremos também para crianças de 11 anos que serão chamadas conforme deixaram o contato na unidade de saúde”, acrescenta Cris, citando que, conforme forem recebidas mais doses, serão ampliadas as faixas etárias, em ordem decrescente.

Por orientação do Ministério da Saúde e da Anvisa, no dia de vacinação contra a covid-19 pediátrica, não devem ocorrer outras etapas de imunização. “Como no município há somente uma sala de vacinas, precisamos separar por turno. Quando houver um quantitativo expressivo de doses, haverá um dia específico”, esclarece a técnica em Enfermagem.

Após receber a aplicação, cada criança é encaminhada para uma sala com brinquedos onde aguarda pelo período de 20 minutos para ser liberada, seguindo todos os protocolos e orientações dos órgãos de saúde.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...